Teoria Marxista da Dependência e Superexploração da Força de Trabalho: história e debate atual na América Latina

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Isaías Albertin de Moraes
http://orcid.org/0000-0003-1839-803X
Hugo Márcio Vieira de Almeida Andrade
http://orcid.org/0000-0001-5453-6845

Resumen

O artigo lista como unidade de análise a Teoria Marxista da Dependência que surgiu na década de 1960 na América Latina e procura lançar luz sobre o passado, mas principalmente busca preencher algumas lacunas sobre sus contribuições, sobretudo em relação ao conceito de Superexploração da Força de Trabalho à economia contemporânea. Para atingir seu objetivo, utilizou-se da metodologia histórico-bibliográfica-analítica e estabeleceu-se como procedimentos técnicos a abordagem sistemática por meio da avaliação crítica dos dados bibliográficos sobre o assunto. O artigo está dividido em duas seções: na primeira seção, apresentou-se as principais leituras e proposições dos teóricos precursores da Teoria Marxista da Dependência; na segunda seção, o texto concentrou-se em demonstrar como esta teoria está renascendo na América Latina e como os estudos acercam da Superexploração da Força de Trabalho está se consolidando em interessante ferramenta de análise econômica.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Métricas de PLUMX

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##