Rio Claro e a greve dos trabalhadores da Cia. Paulista de Estradas de Ferro em 1906

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fábio Alexandre dos Santos

Resumen

Hoje há Ensaio. Foi a mensagem cifrada enviada pelo telégrafo às 119 estações da linha férrea que deflagrou a greve dos trabalhadores da Cia. Paulista de Estrada de Ferro, em 1906. Entre as cidades atingidas pela greve estava Rio Claro -sede de importantes serviços ferroviários, como armazéns, escritórios, oficinas- a qual foi abarcada pela movimentação que alterou o cotidiano da população nos níveis econômico e sócio-cultural. Este artigo, portanto, pretende mostrar como a movimentação grevista alterou o cotidiano da população, justamente no serviço que expressava a "modernização" alcançada na cidade (o serviço ferroviário); ao mesmo tempo em que revela os limites dessa "modernidade" representados pelas atitudes dos dirigentes da Cia. Paulista para a resolução da greve, apoiados pelas forças do Estado.
Palabras clave:
Rio Claro (SP-Brasil), Cia. Paulista de Estradas de Ferro, ferrovia, urbanização, trabalhadores, greve (1906), serviço ferroviário.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Métricas de PLUMX

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##